Milho

Argentina deve exportar 28 mi t de milho até o final do ano

Publicado em 15/08/2017

A colheita de milho na Argentina se encaminha para bater um recorde que terá reflexo também no maior nível de exportações da história do país.

Salvo que haja algum fator inesperado, a Bolsa de Comércio de Rosario (BCR) aponta que o ano terminará com 28 milhões de toneladas exportadas. Isso pode gerar também um risco de superlotação dos portos localizados nas margens do rio Paraná, embora, neste momento, o ritmo de embarque seja lento.

Em um boletim elaborado pelos economistas Federico Di Yenno e Emilce Terré, a BCR recorda que “as exportadoras iniciaram o ciclo comercial atual com poucos produtos, ao mesmo tempo em que o atraso na colheita atrasou a entrada do grão nas zonas portuárias”.

Por isso, “alcançar o volume de embarques estimado irá requerer um programa muito ajustado para o que resta deste ano, do ponto de vista logístico”, o que “colocaria as exportações mensais do próximo semestre muito acima da média dos últimos ciclos comerciais”.

Tradução: Izadora Pimenta

Fonte: Agrovoz