Trigo

Área de trigo da próxima safra pode reduzir 20%, aponta Emater/RS

Publicado em 27/04/2015

Com a aproximação do encerramento da safra de verão, os produtores do Rio Grande do Sul já começam a pensar na safra de inverno. O Informativo Conjuntural divulgado pela Emater/RS-Ascar na tarde desta quinta-feira (23.04), destaca a possibilidade de redução da área a ser cultivada com trigo, em relação ao ano anterior. A cultura encontra-se em fase de planejamento e projeções quanto aos custos de produção. Regiões importantes na produção do cereal dão indícios de que a redução poderá chegar a 20%. Todavia, salientam os técnicos da Instituição, é prematura uma afirmação nesse sentido, tendo em vista a valorização do produto nos últimos dias, fato que poderá, ainda que timidamente, estimular os agricultores a projetarem áreas similares às do ano passado.

Milho

A área do milho colhida no Estado, segundo a Emater/RS-Ascar, atinge nesta semana 88% do total plantado, tendo ainda 10% maduros, prontos para serem colhidos, e 2% em fase final de formação de grãos, de lavouras semeadas após a colheita do fumo, que devem ser colhidas até o mês de maio. As produtividades se mantiveram em níveis elevados durante todo o processo de retirada dos grãos, com raras exceções. É provável que com esse cenário a média geral para o Estado tenha que ser revista para cima na finalização dos números. No momento, a média está em 6,2 mil kg/ha.

Soja

Assim como no caso do milho, conforme o acompanhamento da Emater/RS-Ascar, é bem provável que a atual estimativa divulgada para a soja, de 2.896 kg/ha, também tenha que ser revista ligeiramente para cima. Apesar da ocorrência de focos mais intensos de ferrugem asiática neste final de ciclo, a cultura conseguiu manter as produtividades em níveis satisfatórios, o que fez com que a média geral para o Estado se mantivesse acima do projetado inicialmente.

Fonte: Emater RS