Soja

Área de transgénicos aumentou 20,5% no Brasil em 2010

por Emília Freire

25 de Janeiro – 2011

A área de cultivo de variedades geneticamente modificadas no Brasil cresceu 20,5% em 2010 face ao ano anterior, tendo ocupado uma área total de 25,8 milhões de hectares (cerca de 2,8 vezes a área de Portugal continental), segundo dados publicados pela consultora agrícola brasileira Céleres, citados Centro de Informação de Biotecnologia (CiB).

O Brasil permite a cultura de variedades transgénicas de soja, algodão e milho, o que tem possibilitado aumentos substanciais de produtividade e de qualidade dos produtos finais. Segundo a Céleres, no ano passado, foram cultivados 18,1 milhões de hectares com variedades de soja transgénica, ou seja 76,2% da superfície total de soja semeada, 325 mil hectares com variedades de algodão transgénico, que representam 26,6% da superfície cultivada, e 7,37 milhões de hectares semeados com variedades de milho transgénico, isto é 57,2% da área total de milho semeado.

Segundo Pedro Fevereiro, presidente do CiB, “continua assim a cavar-se o fosso entre a Europa e os países de outras regiões do globo, que veem nesta tecnologia não só uma forma mais eficiente e segura de produzir, como também uma forma de rentabilizar o seu investimento na produção primária e de preservar o seu agroambiente. O também investigador e professor de biotecnologia vegetal considera assim que “é impensável que a Europa e Portugal continuem a prejudicar os produtores nacionais, impedindo-os de ter acesso às variedades melhoradas com recurso à tecnologia do ADN recombinante”

Fonte: http://www.vidarural.pt/news.aspx?menuid=8&eid=5620&bl=1&page=5