Pecuária

Aproveitamento integral da carne ovina

17/01/2017

Aprovinos está estudando também a apresentação da carne de cordeiro com cortes diferenciados

O Dia de Campo na TV vai apresentar o projeto Aprovinos-Aproveitamento Integral da Carne Ovina, que iniciou em 2012 com objetivo principal de pesquisar, formular produtos e avaliar estratégias para potencializar a comercialização de produtos ovinos. Uma das frentes de trabalho do projeto foi o desenvolvimento de produtos industrializados derivados de carne ovina.

Foram criadas três linhas de produtos: Linha Premium, com maior valor agregado e composto por produtos como presuntos crus, copas ovinas, costela defumada, linguiça light e presunto cozido; a Linha Low Cost, com produtos de baixo custo como mortadelas, patê de fígado, apresuntado, hambúrgeres e oveicon (bacon ovino); e a Linha regional para agregar valor a componentes não carcaça, como buchada, sarapatel e pertences de feijoada. A maioria dos produtos e processos de produção já foram formulados e aprovados nos Laboratórios da Embrapa e parceiros.

Para o produtor rural, um dos ganhos deste trabalho é a possibilidade de utilização de animais que hoje não têm muito valor comercial, valorizando a venda desses animais. A pesquisadora Élen Nalério destaca que “são produtos que podem ser desenvolvidos com animais de descarte, como borregos e capões, animais geralmente vendidos pelo produtor rural com um preço bem inferior ao cordeiro, que é a categoria mais apreciada para o consumo de carne”.

Além do desenvolvimento de derivados, o Aprovinos está estudando também a apresentação da carne de cordeiro com cortes diferenciados. São cortes menores que os tradicionais disponibilizados e que podem ser utilizados com maior facilidade no dia a dia das famílias. Outra iniciativa do projeto é a avaliação de carcaças in vivo e depois do abate, analisando características sensoriais e também físico-químicas da carne de cordeiro. O aumento da vida útil da carne de ovinos nas prateleiras de supermercados, por meio da utilização de tecnologias limpas também está sendo estudado pelo projeto.

Com o Aprovinos, serão beneficiados tanto os produtores de base familiar, quanto a indústria e o comércio envolvidos nessa cadeia produtiva. De acordo com a pesquisadora, o Aprovinos vai contribuir para melhorar toda a cadeia da carne ovina, uma vez que o seu consumo ainda é baixo no país, principalmente se compararmos com outras proteínas animais, como aves, suínos e bovinos.

O Dia de Campo na TV  “Aproveitamento integral da carne ovina” foi produzido pela Embrapa Informação Tecnológica (Brasília-DF) em parceria com a Embrapa Pecuária Sul (Bagé-RS), unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Além do tema principal o programa aborda outros assuntos nos quadros – Agência Embrapa de Notícias, Sempre em Dia; Repórter em Campo; Na Mesa; Quem quer ser cientista; Minuto do Livro e Ciência e Tecnologia em Debate.

Assista ao programa (horário de Brasília):

TV Câmara – sábado, às 7h, e reprise domingo no mesmo horário
NBR (TV do Governo Federal) – sexta-feira, a partir de 19h30

Fonte: Embrapa