Manejo

Meliponineos

Meliponineos

Os meliponineos são as abelhas nativas sem ferrão. Existem duas grandes tribos de meliponideos: Meliponini e Trigonini. A tribo meliponini se caracteriza por não construirem celulas reais, todas as abelhas se desenvolvem dentro de celulas de cria do mesmo tamanho , além disso a entrada do ninho esta quase sempre no centro de uma estrutura de terra ou geoprópolis.A tribo trigonini forma um grupo muito grande com dezenas de gêneros, que constroem quase sempre celulas reais, maiores que as outras.

Muitas especies de meliponineos estão seriamente ameaçadas de extinção, devido ao desmatamento das matas, o uso indiscriminado de agrotoxicos e pesticidas e pela ação indiscriminada dos meleiros. A criação racional é uma alternativa para a preservação destas especies, que além de fornecerem um mel muito apreciado e com alto valor de mercado , podem atuar como polinizadoras, visitando muitas especies de plantas que não são procuradas pelas abelhas Apis.

Uma das especies de meliponideos mais difundida é a Tetragonisca angustula, conhecida popularmente como abelha Jataí. As jataís são abelhas pequenas, sem ferrão , de facil manejo, que produzem um mel de excepcionais qualidades: fino , suave e levemente azedo, caracteristica que o difere dos outros méis. Esse mel é muito procurado e como é produzido em pequena quantidade, cerca de um copo por ano, atingi um alto preço de mercado.

A uruçu ( Melipona scutellaris) é uma especie que foi domesticada pelos índios, que passaram suas tecnicas para os lavradores portugueses, e em algumas regiões do nordeste chega a produzir vinte quilos de mel por ano.

Fonte: http://www.criareplantar.com.br/pecuaria/lerTexto.php?categoria=9&id=255