Manejo

Cera

Histórico

A cera é utilizada desde a pré-história; povos primitivos utilizavam-na na mumificação de cadáveres; na mitologia grega as asas de Ícaro, que permitiram sua saida de Atenas eram fixadas a seu corpo com cera. Os romanos eram conhecidos por fabricar frutas de cera que eram impossiveis de ser diferenciadas das originais, utilizavam-na também para modelar o perfil humano. Na Europa estatuas de cera eram utilizadas para provocar malefícios .

Na idade média, tabletes de madeira cobertos com cera eram utilizados para correspondência e inscrições provisórias, para escrever utilizava-se um instrumento de metal afiado de um lado e largo e achatado do outro, que servia para apagar. Na Igreja pode simbolizar a carne de Cristo, e durante as cerimônias religiosas eram utilizadas vela fabricadas de cera; o pavio simboliza a alma de Cristo, e a chama a divindade. Tanto o mel quanto a cera são considerados alimentos sagrados.

Era utilizada também na medicina, entrando na composição de pomadas, unguentos e emplastos. Mascar cera estimula a salivação, facilitando a digestão pois estimula as atividades secretórias e motrizes do estômago, ao mesmo tempo que elimina o tártaro dos dentes e fortifica a gengiva.

Importância para as abelhas

A cera é espelida em estado líquido a 36 graus, pelos quatro pares de glândulas abdominais, e solidifica-se em contato com o ar sob a forma de lâminas finas e transparentes. Essas lâminas são recolhidas pelas patas dianteiras, e após sofrer um processo de mastigação e adição de saliva, são moldadas na construção dos favos. Para isso as abelhas enchem seu estômago de mel e um pouco de pólen e se posicionam em forma de cacho, o calor gerado pelo metabolismo do mel eleva a temperatura ambiente e a cera se torna maleável podendo assim ser mais facilmente amassada pelas mandíbulas das abelhas, que horas mais tarde começam a segregar a cera. Se o apicultor alimentar as abelhas com um xarope rico em carboidratos ele também conseguirá a produção de cera. Segundo alguns pesquisadores para produzir um quilo de cera, as abelhas utilizam entre 6 a 7 quilos de mel.

Quando as abelhas enxameiam elas viajam com o estômago cheio de mel, com o objetivo de construir seus novos lares num oco de árvore ou qualquer lugar que sirva de abrigo. Quando isso acontece é mais facil observar as lâminas de cera se soltando do abdômen das abelhas.

Composição química

Segundo o grande médico russo, Dr. Iorish, entram na composição da cera 15 produtos químicos que são:

  • 74,4% a 74,7% de estéres complexos, monoatômicos (mirício, cerílico e melínico) e ácidos graxos;
  • 13,5% a 15% de ácidos livre (cerótico, merílico ácidos da série oleínica e outros);
  • 12,5% a 15,5% de hidratos de carbono saturados, pentose, heptose, monose, e outros.

Pesquisas modernas indicaram a presença da vitamina A em quantidades superiores a encontrada na carne bovina. Alguns pesquisadores acreditam que a cera contém também antibióticos.

Importância para o homem

Na apicultura a cera é utilizada na fabricação de cera moldada, que facilita e diminui o trabalho das abelhas, que muito agradecidas aumentam a produção de mel. Mascar cera estimula a salivação e beneficia a circulação sangüínea, ao mesmo tempo que fortalece as gengivas e elimina tartáro.

A cera pode ser utilizada na fabricação de velas e esculturas, que vão desde flores e frutas artificiais a réplicas de pessoas expostas em museus. Ela entra na composição de pomadas, unguentos, emplastos e diversos medicamentos. É muito rica em vitamina A e por isso é bastante procurada pela indústria de cosméticos, pois contribuiu para tornar a pele suave e aveludada, e serve como base para cremes gordurosos, adstringentes de limpeza e máscaras para o rosto. É impermeável e pode ser utilizada como isolante para materiais elétricos, serve também como revestimento, ajuda a prevenir a corrosão de produtos metalúrgicos  e pode ser ainda utilizada para polir móveis e objetos.

Fonte: http://www.criareplantar.com.br/pecuaria/lerTexto.php?categoria=9&id=252