Pecuária

ANÁLISE DE RISCO E PROBABILIDADE DE RETORNO DO CAPITAL INVESTIDO EM UM SISTEMA INTENSIVO DE ENGORDA DE BOVINOS DE CORTE1

Fabiano Alvim Barbosa2, Jose Henrique B. Pereira3, Décio Souza Graça4, Venício José Andrade4, Rafahel Carvalho Souza5,
1Parte da tese apresentada na Escola de Veterinária – UFMG pelo primeiro autor.
2Professor da Faculdade Agronomia e Veterinária – UnB – fabianoalvim@unb.br
3Aluno de graduação em Agronomia FAV/UnB- Bolsista -FAV/UnB
4Professor da Escola de Veterinária – UFMG
5Aluno de doutorado em zootecnia pela Escola de Veterinária – UFMG

Resumo: Estudou-se o retorno médio do capital investido (RCI) em função da variação nos preços históricos de boi gordo, bem como as probabilidades do retorno desse capital sobre o lucro, na atividade de engorda de bovinos em uma propriedade rural em Minas Gerais, durante 2004 a 2007. Para o cálculo do risco do RCI foram usados os dados mensais de preços de boi gordo a prazo (BM&F), de julho de 1997 a novembro de 2007, corrigidos pelo Índice Geral de Preços da Fundação Getúlio Vargas, para novembro de 2007. Os dados corrigidos foram distribuídos em cinco classes que correspondiam aos cenários de risco. Em função dessas classes foram calculadas as freqüências observadas e suas respectivas probabilidades. O retorno do capital investido (RCI) acumulado e médio foi de -3,02 e -1,71%, respectivamente. As probabilidades de se obterem retornos acima de 6,75% ao ano foram de 32% para o cálculo pelo lucro operacional (RCILOp) e pelo lucro total (RCILT). As probabilidades de apresentarem retornos mais altos que as taxas médias de poupança foram baixas. O retorno médio anual esperado foi de 6,26 e 3,33% para RCILOp e RCILT, respectivamente. O desvio padrão foi de 7,07 e 6,41% para RCILOp e RCILT, respectivamente; e o coeficiente de variação foi de 113 e 192% para RCILOp e RCI LT, respectivamente. O risco esperado do RCI foi considerado alto em razão da amplitude e do grau de dispersão por unidade de retorno terem sido elevados.

Palavras–chave: preço da arroba, taxa de retorno, rentabilidade

ANALYSIS OF RISK AND PROBABILITY OF RETURN ON CAPITAL INVESTED IN A INTENSIVE SYSTEM OF BEEF CATTLE´S FATTENING1

Abstract: The experiment evaluates the average return on invested capital depending on the variations in the historical prices of beef cattle, and the odds of return on that capital gain, the system of beef cattle´s fattening on farm in the estate of Minas Gerais, during the years 2004 to 2007. To calculate the risk of return on invested capital were used monthly data of prices of beef cattle (BM&F), from July 1997 to November 2007, revised by the General Price Index of the Getulio Vargas Foundation in November 2007. The corrected data were divided into five classes that correspond to the risk scenarios. In light of these classes were calculated observed frequencies and their respective probabilities. The return on capital investment (RCI) and cumulative average were -3.02 and -1.71% respectively. The odds of obtaining returns above 6.75% per year were 32 for the calculation of operating profit (RCILOp) and the total profit (RCILT). The odds to make higher returns than the average rates of savings were low. The expected average annual return was 6.26 and 3.33% for RCILOp and RCILT respectively. The standard deviation was 7.07 and 6.41% for RCILOp and RCILT respectively, and coefficient of variation was 113 and 192% for RCILOp RCI and LT, respectively. The expected risk of RCI was considered high because of the extent and degree of dispersion per unit of return has been high.

Keywords: price arroba, profitability, rate of return

Introdução

Um evento incerto é quando não se sabe como ele se comportará, isto é, seu resultado final. A situação de incerteza passa a ser de risco através das estimativas das probabilidades de ocorrência dos eventos. O risco é derivado da incapacidade de se prever os eventos futuros, tornando a decisão do presente um ato de reflexão, ponderação e avaliação das possíveis conseqüências futuras dessa decisão. Como os projetos agropecuários possuem características de retorno a médio e longo prazo, o risco torna-se um fator determinante para que a tomada de decisão do administrador seja avaliada nos diferentes cenários de probabilidades. Enquanto boas decisões se traduzem em lucros elevados e oportunidades de mercado, decisões inapropriadas podem resultar em considerável perda de recursos. Os gerentes são crescentemente cobrados para quantificar os riscos inerentes nas suas negociações, e isto requer melhor indicador de análise (Correia Neto, 2007). A avaliação do risco, apesar de subjetiva e de difícil mensuração, é fundamental na tomada de decisão de qual o sistema ou tecnologia deverá ser adotado.
O objetivo do estudo foi calcular o retorno médio do capital investido em função da variação nos preços históricos de boi gordo a prazo, bem como as probabilidades do retorno desse capital sobre o lucro, na atividade de engorda de bovinos em um sistema intensivo.

Material e Métodos

Os dados foram coletados em uma fazenda localizada na região central do estado de Minas Gerais, no município de Sete Lagoas. A propriedade adotava o sistema de engorda de bovinos e sua terminação em pastagens na época das águas e em confinamento, na época da seca, como estratégia para antecipação dos abates. A área total era de 155 hecatres, sendo 108 hectares de pastagens adubadas com divisões de cerca elétrica em sistema de rotação de animais nos piquetes, 19 hectares de cana-de-açúcar, 2 hectares com benfeitorias (curral, confinamento, galpões, casas operacionais) e o restante de área de reserva.
Foi utilizado o conceito de estudo de caso, descrito por Yin (1984). Os dados produtivos e econômicos foram coletados mensalmente, de janeiro de 2004 a outubro de 2007, através de fichas de controle, lançados e analisados em planilhas eletrônicas (Microsoft Excel).
Para cálculo dos custos operacionais totais (COT), custos  totais (CT) e análise econômica foi adotada a metodologia descrita por Reis (2002). Foi calculado o lucro operacional (LOp = receita total – custo operacional total) e o lucro total (LT = receita total – custo total) para  comparar o desempenho do sistema. O retorno do capital investido (RCI) foi obtido pela expressão: RCI = lucro ÷ capital investido na atividade. O RCI foi avaliado pelo LOp e LT (com custo de oportunidade).
Para o cálculo do risco do retorno do capital investido foram usados os dados médios mensais de preços de boi gordo a prazo – BM&F, de julho de 1997 a novembro de 2007 (Esalq/Cepea, 2007), corrigidos pelo Índice Geral de Preços (IGP-DI) da Fundação Getúlio Vargas (FGV) para novembro de 2007 (FGV, 2007). Os dados corrigidos foram distribuídos em cinco classes de variações de arrobas que correspondiam aos cenários de risco. Em função dessas classes foram calculadas as freqüências observadas e suas respectivas probabilidades (Tab. 1). Foi feita a média entre os valores de arrobas extremos (superior e inferior) de cada classe, considerando o cenário pessimista como base.
A média da arroba vendida na propriedade, durante 2004 a 2007, foi 14,47% mais barata que o índice BM&F, R$ 54,30 e R$ 63,49, respectivamente. Portanto, os valores estimados de venda da arroba na análise de risco foram corrigidos descontados 14,47% para que tenham estimativas mais próximas dos preços locais obtidos. O risco sobre o RCI, avaliado através do lucro operacional (LOp) e total (LT), foi calculado conforme a metodologia descrita por Correia Neto (2007), utilizando-se os valores de RCI em função dos preços de venda da arroba local corrigida (Tab. 1). O risco foi calculado pelas médias dos diferentes cenários e analisado pelo coeficiente de variação. Foram utilizados os valores médios anuais dos custos e receitas encontrados por Barbosa et al. (2008) como valor base.

Resultados e Discussão

Analisando esse mesmo sistema de produção, Barbosa et al. (2008) encontraram o custo total durante os anos de 2004 a 2007 de R$ 3.152.531,96, com maior participação para a compra de animais (64,61%), suplementos alimentares (12,33%) e depreciações (5,22%). O custo total médio da arroba produzida dentro do sistema, nos anos de 2004 a 2006, foi de R$ 93,06 ficando acima do seu preço médio de venda de R$ 54,28. A receita total conseguiu pagar os desembolsos e depreciações obtendo um lucro operacional de R$ 100.407,23, demonstrando que a atividade conseguiu pagar todos os custos operacionais, entretanto não conseguiu remunerar totalmente o custo de oportunidade ficando com um prejuízo de R$ -133.031,90. O retorno do capital investido (RCI) total ficou negativo em 3,02%, entretanto, ao considerar a valorização patrimonial como um resultado econômico o RCI total passou a ser igual a 6,09%.
Os retornos anuais calculados em função da variação nos preços históricos de venda de arroba de boi gordo demonstraram que as probabilidades do retorno do capital investido sobre o lucro operacional (RCILOp) ficar positiva é de 83,2%, e do retorno do capital investido sobre o lucro total (RCILT) ficar positiva é de 69,6%. A probabilidade de se obterem retornos acima das taxas de 6,75% ao ano (taxa do custo de oportunidade) foi 32% tanto para o cálculo pelo LOp e LT. As probabilidades de se obterem retornos mais altos que a taxa média de poupança são baixas, correspondendo a 4% (Fig. 1).
O retorno médio esperado em função da variação nos preços históricos de venda da arroba de boi gordo foi de 6,26 e 3,33% ao ano para RCILOp e RCILT, respectivamente. O desvio padrão foi de 7,07 e 6,41% para RCILOp e RCILT, respectivamente; e o coeficiente de variação foi de 113 e 192% para RCILOp e RCILT, respectivamente. Ao analisar o  desvio padrão e coeficiente de variação, encontrou-se um risco alto do RCI, em razão da amplitude e o grau de dispersão por unidade de retorno esperado terem sido elevados.

Conclusões

As probabilidades do retorno do capital investido, calculado em função dos preços de venda de boi gordo, ficar negativa foram nulas, entretanto, as probabilidades de se obter retorno acima das taxas das taxas médias de poupança foram baixas.
O risco esperado do retorno do capital investido na atividade intensiva de engorda de bovinos foi considerado alto.

Referências Bibliográficas

BARBOSA, F.A.; GRAÇA, D.S.; ANDRADE, V.J. et al. Viabilidade econômica da terminação de bovinos de corte em sistema intensivo de pastagem e confinamento. In: REUNIAO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ZOOTECNIA, 45, Lavras, Anais … Lavras: SBZ,2008, CD-ROM.
CORREIA NETO, J.F. Excel para profissionais de finanças: manual prático. Rio de Janeiro: Elsevier, 2007. 283p.
ESALQ/CEPEA. Indicador de Preços do Boi Gordo ESALQ/BM&F – Séries de Preços. 2007. Disponível em: http://www.cepea.esalq.usp.br/xls/SBOI.XLS. Acesso em: 03 mar. 2010.
FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS (FGV). Disponível em: <http://www.fgvdados.fgv.br/>. Acesso em: 05 mar. 2010
YIN, R. K. Case study research: design and methods. Beverly Hills, CA: Sage Publishing. 1984.
REIS, R.P. Fundamentos de economia aplicada. Lavras: UFLA/FAEPE, 2002.

Tabela 1. Classes de arroba, probabilidades, médias de arrobas, fator de correção e preços da arroba e do kg em função dos diferentes cenários de risco, de acordo com o sistema.

Cenários de risco
Muito Pessimista Pessimista Realista Otimista Muito Otimista
Classes Arroba Corrigida IGP-DI 54,20 a 61,12 61,13 a 68,05 68,06 a 74,98 74,99 a 81,91 81,92 a 88,84
Médias das arrobas extremas – R$ 57,67 64,60 71,53 78,64 85,38
Variação em relação à média – % -19% -10% 0 +10% +19%
Probabilidade de ocorrência – % 16,8 13,6 37,6 28,0 4,0
Fator de correção – % 14,47 14,47 14,47 14,47 14,47
Preços da Arroba Corrigida – R$ 49,33 55,25 61,18 67,26 73,03

Figura 1. Retorno do capital investido sobre lucro operacional (RCI LOp), retorno do capital investido sobre o lucro total  (RCI LT) e as probabilidades nos diferentes cenários – muito pessimista, pessimista, realista, otimista e muito otimista.

Fonte: http://www.agronomia.com.br/conteudo/artigos/artigos_analise_risco_engorda_final.html