Pecuária

Alimentos perigosos para os cães e gatos

Cães e gatos, os habituais e imprescindíveis companheiros do homem, possuem peculiaridades a diversos níveis, nomeadamente ao da alimentação. Aquele manjar dos deuses que faz as suas delícias e da sua família poderá causar graves transtornos aos seus animais, já que, apesar de integrados na família, os seus organismos são muito diferentes do nosso, ou seja, é preciso não esquecer que eles não são humanos. Os seus estômagos não digerem, ou têm muita dificuldade, em digerir certos alimentos «apropriadíssimos» para o homem. Assim sendo, saiba quais são os artigos alimentícios que devem ser riscados do menu do seu cãozinho ou gatinho.

 O chocolate surge como o principal alimento errado que vai sendo dado aos cães e gatos. Esta iguaria contém teobromina (cuja presença é oito vezes mais acentuada no chocolate preto, em comparação com o branco), uma substância que vai entrar em choque com o organismo do animal, podendo causar-lhe desde vómitos e diarreia a aumento da actividade cardíaca ou mesmo ataques de epilepsia. Quando o seu animal suplicar, ofereça-lhe biscoitos próprios para cão ou gato e desvie-lhe a atenção do chocolate. É preferível! Também pode adquirir numa loja de animais «chocolate» (que o não é) adaptado. Este alimento apresenta a cor, textura e sabor do chocolate, mas não contém a substância tóxica, a teobromina. Outro alimento que envolve as mesmas consequências é o café que não deverá, de igual forma, ser dado aos animais.

 A cebola e o alho, por sua vez, interferem com o sistema sanguíneo dos cães e gatos, diminuindo-lhes a quantidade de glóbulos vermelhos e provocando degenerescências e anemias. Em casos de ingestão elevada, poderá ser necessária a intervenção do médico veterinário, que procederá a uma transfusão.

 Outros alimentos potencialmente perigosos para os animais domésticos são as bebidas alcoólicas (apesar dos cães fugirem do cheiro do álcool, pode sempre haver algum mais curioso), lacticínios (cães e gatos deixam de produzir a enzima (lactase) responsável pela digestão do leite após o desmame), alimentos ricos em gorduras (o excesso pode provocar vómitos, diarreia, dores abdominais fortes e pancreatite), frutos (como alperce, ameixas, pêssegos, cerejas e maçãs, que contêm um derivado do cianeto – pode causar nos amiguinhos de quatro patas dilatação das pupilas, hiperventilação e mesmo choque), alimentos estragados (o estado de decomposição dos mesmos pode provocar intoxicações graves) e uvas e passas (provocam lesões renais).

 Já sabe: sempre que quiser mimar o seu animal, dê-lhe comida apropriada ao seu organismo. A César o que é de César!

Fonte: http://www.ruadireita.com/animais-estimacao/info/alimentos-perigosos-para-os-caes-e-gatos/