biblioteca

Agropecuária paranaense impede tombo ainda maior do PIB do estado

Publicado em 01/06/2016

A agropecuária cresceu nos últimos 12 meses e suavizou a queda das outras atividades, impedindo tombo ainda maior do PIB do Estado

Enquanto o Produto Interno Bruto (PIB) nacional apresentou queda de 5,4% no primeiro trimestre de 2016, comparado ao mesmo período do ano passado, o PIB paranaense registrou uma trajetória mais suave, com recuo de 2,4% na mesma comparação, segundo o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (IPARDES).

O Estado apresentou trajetória mais suave para todas as atividades, com destaque para a agropecuária que impediu que o PIB tivesse um tombo ainda maior, sendo a única atividade a ter desempenho positivo. Nos últimos doze meses a agropecuária paranaense cresceu 1,3% enquanto a agropecuária nacional recuou 1%. A indústria paranaense recuou 6,9%, e a nacional 7,3%. O setor de serviços no Paraná apresentou recuo de 1,2%, enquanto no nacional, o recuo foi de 3,7%, segundo o IPARDES.

No primeiro trimestre de ano, comparado ao primeiro trimestre de 2015, a agropecuária paranaense apresentou recuo de 0,3%, devido à quebra de safra que impediu que o resultado fosse melhor. Segundo avaliação do IPARDES “o Paraná, por sua própria estrutura econômica, com forte presença do agronegócio e das exportações, terá uma velocidade de recuperação mais rápida”.

A taxa de desemprego no interior do Estado está em 7% enquanto no Brasil a  média é de 11,2% . Segundo o Caged, em abril foram perdidos 1.163 vagas de empregos formais no Estado. A agropecuária contribuiu com a criação de 317 vagas formais, enquanto outras atividades acumularam perdas.

Fonte: Faep