Soja

Agronegócio paulista exportou 3,9% a mais do que em 2016, aponta IEA

23/05/2017

De janeiro a abril de 2017, as exportações do agronegócio paulista atingiram US$5,82 bilhões, 3,9% a mais do que no mesmo período em 2016, quando o resultado do comércio externo do setor chegou a US$ 5,60 bilhões. As importações também subiram 12%, somando US$1,68 bilhão, resultando em aumento de 1,0% no saldo comercial em relação aos quatro primeiros meses de 2016, atingindo US$ 4,14 bilhões, conforme aponta a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio de estudo do Instituto de Economia Agrícola (IEA).

O estudo detectou ainda que as importações paulistas nos demais setores – exclusive o agronegócio – somaram US$ 15,01 bilhões, e as exportações US$9,61 bilhões, gerando um déficit externo de US$ 5,40 bilhões. “O déficit do comércio exterior paulista só não foi bem maior devido ao desempenho do agronegócio estadual, cujo saldo manteve-se positivo e crescente”, afirmou o pesquisador da Secretaria que atua no IEA, José Roberto Vicente.

De acordo com o levantamento, as exportações do agronegócio brasileiro aumentaram 3,8% em relação ao mesmo período do ano anterior, atingindo US$ 29,19 bilhões, o equivalente a 42,8% do total das exportações do País. Já as importações do setor cresceram 21%, também comparadas com o primeiro quadrimestre de 2016, somando US$ 4,84 bilhões, ou seja, 10,3% do total importado. O superávit do agronegócio no primeiro quadrimestre de 2017 foi de US$ 24,35 bilhões, sendo 1% superior ao do mesmo período no ano passado, quando este resultado foi de US$ 24,11 bilhões.

Neste caso, o desempenho do agronegócio também foi decisivo para evitar o que o comércio exterior brasileiro não fosse deficitário. “Os demais setores, com exportações de US$38,95 bilhões e importações de US$41,93 bilhões, produziram no período um deficit de US$2,98 bilhões”, explicou o pesquisador.

O acompanhamento da Balança Comercial paulista pelo IEA é um importante indicador do agronegócio, setor que tem salvado a ‘lavoura’ diante da atual crise econômica, avaliou o secretário de Agricultura e Abastecimento, Arnaldo Jardim. “A análise das informações produzidas pelos institutos de pesquisa permite à Secretaria formular políticas públicas específicas para o setor. Aproximar o setor produtivo do conhecimento é uma das orientações do governador Geraldo Alckmin para a Pasta”, finalizou.

Fonte: Agrolink