biblioteca

Agroenergia

País é referência mundial

O Brasil é referência na produção de agroenergia. Programas como os do etanol e do biodiesel atraem a atenção do mundo por ofertar alternativas econômica e ecologicamente viáveis à substituição dos combustíveis fósseis. Menos poluente e mais barata, a geração de energia com o uso de produtos agrícolas representa a segunda principal fonte de energia primária do País. O consumo do álcool supera o da gasolina e o biodiesel já conta com participação relevante na matriz de combustíveis no País em mistura obrigatória com a gasolina.

No âmbito do Ministério da Agricultura, o Departamento de Cana-de-açúcar e Agroenergia (DCAA), ligado à Secretaria de Produção e Agroenergia (Spae), planeja e promove ações que mobilizem a sociedade e Estado no sentido de reduzir o uso de combustíveis fósseis, a ampliação da produção e do consumo de biocombustíveis, a proteção do meio ambiente, maior participação no mercado internacional e a contribuição para a inclusão social.

O investimento em pesquisa é a base para o desenvolvimento de tecnologias de produção agrícola, permitindo a identificação de plantas mais aptas, sistemas de produção mais eficientes e regiões com potencial. O Plano Nacional de Agroenergia sistematiza as estratégias e ações para organizar e desenvolver propostas de pesquisa, desenvolvimento, inovação e transferência de tecnologia. O objetivo é garantir sustentabilidade e competitividade para as cadeias produtivas da agroenergia.

Para orientar o mercado, o DCAA dispõe de dados atualizados mensalmente das cotações de preços, da produção e do mercado internacional. Com esses instrumentos e a participação da sociedade, tem-se assegurado resultados no aumento da oferta de produtos agroenergéticos, na desconcentração espacial da produção e na liderança mundial na produção de biocombustíveis.

Fonte: MAPA