Laranja

Agricultores do Noroeste gaúcho recebem visitas para certificação orgânica de produtos

21/12/2016

Na região de Santa Rosa, 32 famílias já receberam certificação de conformidade orgânica de seus produtos

Para que possam ser reconhecidos como produtores orgânicos, agricultores familiares da região de Santa Rosa participam do processo de certificação participativa, para renovação de seu cadastro, quando são avaliadas suas formas de produção e manejo dos alimentos produzidos em suas propriedades. Nesta terça-feira (20/12), um roteiro de visitas para a certificação orgânica em propriedades rurais de agricultores familiares foi realizado no município, por meio da Rede Ecovida de Agroecologia, com o acompanhamento de técnicos da Emater/RS-Ascar, da Central de Cooperativas Unicooper e da ONG Arede, assim como de agricultores de Alecrim e de Santo Cristo, responsáveis pelo processo de revisão dos procedimentos para a produção orgânica.

As visitas foram realizadas às propriedades das famílias de Valter Eich (Lajeado Ipê Baixo), Rosane de Oliveira (Rincão dos Sousa) e Solange da Silva (Rincão Santo Cristo), que são produtores de frutas, hortaliças e amendoim orgânicos. As famílias de Santa Rosa que buscam a renovação do certificado de conformidade orgânica de seus produtos estão organizadas através do grupo Natureza Limpa, integrante do Núcleo Missões da Rede Ecovida de Agroecologia. Os técnicos, agricultores e consumidores, envolvidos no processo de certificação da conformidade orgânica, seguem o que preconiza a legislação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, em relação ao processo participativo de conformidade orgânica e à garantia de produção e oferta de alimentos orgânicos, livres de resíduos de agroquímicos como agrotóxicos e fertilizantes sintéticos.

“Os alimentos produzidos de forma orgânica e certificados estão sendo muito procurados pelas pessoas que estão preocupadas com a saúde e o bem estar de suas famílias. É uma oportunidade de incrementar esse setor na agricultura familiar, pois é certeza de comercialização”, comenta a tecnóloga em Desenvolvimento Rural da Unidade de Cooperativismo da Emater/RS-Ascar, Marita Minetto, que acompanhou o roteiro, assim como o assistente técnico regional, na área de sistemas de produção vegetal, Gilmar Vione.

Após as visitas foi servido um almoço com produtos orgânicos da propriedade de Solange da Silva, seguido de uma reunião com os demais agricultores do grupo Natureza Limpa, para verificação da conformidade das propriedades e debates acerca de questões técnicas relacionadas à produção, certificação e comercialização de produtos orgânicos.

Fonte: Emater – RS