biblioteca

Agricultores de MT temem falta de espaço em armazéns para guardar produção após retenção de caminhões na BR-163

Publicado em 12/02/2018

Agricultores de Mato Grosso que ainda vão colher boa parte dos grãos – principalmente de soja – temem ficar sem espaço nos armazéns para guardar a produção devido ao transtorno no acesso aos portos do Pará, que gera lentidão no escoamento da safra.

Caminhões e carretas não conseguem vencer um trecho de 65 km, perto de Novo Progresso (PA), numa região conhecida como Serra do Sabão. A precariedade na infraestrutura da BR-163, problema agravado pela temporada de chuvas, faz com que uma viagem que normalmente durava cinco dias entre Sinop, a 503 km de Cuiabá, e o porto de Miritituba, em Itaitúba (PA), passasse a ser de oito dias.

Segundo o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), a explicação para o problema é que o contrato com a empresa que tocava as obras foi rompido e o trabalho do trecho entre Novo Progresso e Moraes de Almeida foi repassado para o Exército. A meta é lançar a primeira camada de asfalto em todo o segmento até o final de 2019 e, em 2020 fazer a compelmentação e o fechamento da obra.

Confira a notícia na íntegra no site do G1 MT

 

Fonte: G1 MT