Rações

Aditivo natural contribui para acelerar processo de recria em bovinos de corte

14/07/2015

Com 90% dos rebanhos no pasto, o principal desafio dos produtores brasileiros de bovinos de corte está em garantir a eficiência dos animais durante o período de estiagem. Nessa época do ano, a baixa quantidade e a qualidade nutritiva do capim dificultam o processo de recria, fazendo com que os bezerros não ganhem peso suficiente para entrarem no confinamento. Com a demanda e lucro pressionados, entre as alternativas para os produtores garantirem a rentabilidade está o uso de aditivos naturais, que atuam na suplementação da dieta dos animais.

Na opinião do professor titular do departamento de nutrição da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp, Antônio Carlos Silveira, para que a produção seja eficiente, com 20 meses o bezerro deve entrar em confinamento para ser abatido em até 90 dias. “Para se desenvolver, o animal precisa de proteína, fonte escassa no pasto durante o período de seca, no qual estamos. Por isso, é essencial o controle da dieta por meio da suplementação, que permitirá encurtar o processo de recria e, com isso, alavancar os resultados da criação”, explica. Referência em nutrição e saúde animal, a Alltech tem como solução para favorecer a eficiência da produção o Optigen, elaborado a partir do uso de fonte de nitrogênio não protéico (NNP).

“A utilização de aditivos proteicos na suplementação das pastagens, como o Optigen, acelera a ação dos microorganismos pois, por fornecer NNP de degradação mais lenta no rúmen, em relação a ureia, auxilia beneficiando o aproveitamento e o equilíbrio com outros ingredientes da dieta, favorecendo a digestão das forragens desgastadas qualitativamente pelo período seco do ano, promovendo o maior consumo dos pastos. Sendo assim, o animal se alimentará melhor sem perder peso na seca invernal”, explica Silveira.

A pressão pela eficiência dos rebanhos não implica somente na questão de custo, mas sim na demanda futura pelo consumo de alimentos, que, de acordo com a FAO, vai crescer 70% até 2050. Nesse cenário, o Brasil é um dos poucos países que ainda não esgotou a possibilidade de expansão do agronegócio e que tem condições de realizar essa ampliação dentro de um tripé social, econômico e ambiental.

Segundo explica o gerente de vendas da Alltech para gado de corte, Fernando Franco, frente às dificuldades de garantir a rentabilidade da propriedade nos meses de maio a novembro, o Optigen, por suas características, é um importante aliado. “Por ser uma fronte de proteína, o aditivo atua fornecendo nutrientes para as bactérias do rumem e dessa forma há um maior aproveitamento dos nutrientes presentes na alimentação dos outros alimentos. Com isso, será estimulado o ganho de peso do animal, além de favorecer a melhora do sistema imune da saúde do animal”, destaca Franco.

Sobre a Alltech do Brasil
A Alltech tem como missão desenvolver soluções para a qualidade de vida e desempenho dos animais, visando sustentabilidade e bem-estar do consumidor através inovação científica e nutrição animal. Com presença global em 128 países, o Brasil é o segundo maior volume de produção mundial do Grupo. A Alltech do Brasil é formada por uma unidade fabril em São Pedro do Ivaí (PR) e por um centro administrativo e planta industrial em Araucária (PR) e uma unidade em Indaiatuba (SP).

Fonte: Agrolink