Laranja

Açúcar, café e laranja fazem do País uma potência agricola

Qui, 15 de Julho de 2010 13:23
Carolina de Scicco

Açúcar, café e suco de laranja congelado são as culturas que asseguram a liderança do Brasil no ranking mundial de produção e exportação agrícola, segundo o último levantamento (2008) do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) com o AgroStat. Ainda de acordo com o balanço, a suinocultura figura na quarta posição tanto em produção quanto em vendas externas, enquanto o milho está na terceira colocação em plantação e embarques para outros países.

As exportações do agronegócio, em junho, resultaram em US$ 6,899 bilhões, o que significa uma queda de 6% em relação a igual período do ano passado, segundo balanço elaborado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

No caso do açúcar, a exportação total da commodity, de acordo com dados da AgroStat, é de US$ 5,4 bilhões. “Primeiramente, o Brasil conta com o trinômio: terra, sol e água. A cana-de-açúcar necessita de um solo fértil e boa luminosidade. Outro grande diferencial, é que nas últimas três décadas o País apresentou bons desempenhos em pesquisa e em desenvolvimento, apesar de contar com poucos recursos tecnológicos”, afirmou Miguel Biegai Júnior, analista da Safras&Mercado. O especialista deu o exemplo de alguns países da África do Sul que apresentam o trinômio: “A genética da planta é diferente e não se adapta às diferenças: clima, terra, pragas e adubo”, disse.

O levantamento indica também que a exportação total de café é de US$ 4,7 bilhões, número que assegura a liderança da cultura em produção e embarques. Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a estimativa de produção nacional da safra 2010 de café beneficiado indica 47,04 milhões de sacas (60 quilos), um acréscimo de 19,2%, ou de 7,57 milhões de sacas se comparado com o cultivo de 39,47 milhões de sacas da safra 2009. O aumento é em função do ano de bienalidade positiva, além das condições climáticas favoráveis até o mês de dezembro do ano passado.

O Brasil também é líder na produção e exportação de suco de laranja congelado, segundo o balanço, que aponta vendas em US$ 1,1 bilhão. De acordo com o Instituto Brasileiro de Frutas (Ibraf), apenas a produção do limão taiti é destaque nas vendas externas, contudo, quando toda a cultura é somada, o País não segura a ponta da tabela, como a laranja. “As características do clima favorecem o Estado de São Paulo, e poucos países têm isso, com exceção da Flórida (EUA)”, explicou Christian Lohbauer, presidente da CitrusBR. E completou: “60% do suco do mundo é produzido no Brasil, enquanto 80% da bebida exportada vem do País”.

Suíno

Em quarto no ranking do USDA e AgroStat tanto em produção quanto na exportação, a suinocultura representa US$ 1,4 bilhão em vendas para outros países. Irineu Wessler, presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), acredita que, se o consumo interno melhorar, o setor pode ganhar posição no ranking. “A meta é subir para 2 quilos per capta. Com isso, podemos atingir a produção de 200 mil matrizes a mais”, contou Wessler. O consumo brasileiro é de 13 quilos per capta, já a média europeia, segundo o executivo, é de 45 quilos per capta. “Só a Áustria tem média de 73 quilos per capita”, completou Wessler.

DCI – Diário do Comércio & Indústria (www.dci.com.br)

Fonte: http://www.jornalentreposto.com.br/negocios/economia/1554-acucar-cafe-e-laranja-fazem-do-pais-uma-potencia-agricola