Gerenciamento de Produção

Acre investe na produção da borracha

O Governo do Estado do Acre, por meio do Programa Pró-Florestania, vai investir ainda este ano quase R$ 2 milhões em projetos ligados à cadeia produtiva da borracha e recuperação de áreas alteradas. O Conselho Executivo do Programa aprovou a execução de 24 projetos que envolvem 394 famílias através de 19 associações e duas cooperativas de trabalhadores rurais do Estado.O Programa de Apoio às Populações Tradicionais e Pequenos Produtores, o Pró-Florestania, tem como objetivo apoiar populações tradicionais e agricultores familiares visando melhorar a qualidade de vida com o uso sustentável dos recursos naturais. O Pró-Florestania é coordenado e executado pela Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof).

Na área temática de Fomento da Cadeia Produtiva foram apresentados e aprovados 11 projetos. Essa área temática busca fortalecer a agregação de valor às matérias-primas locais, principalmente dos produtos considerados estratégicos na política de Desenvolvimento do Setor Agropecuário, Agroflorestal e Florestal do Estado.

O investimento será na cadeia produtiva da borracha. O objetivo é a produção e comercialização de borracha na forma de folha defumada líquida (FDL) nos municípios de Feijó, Marechal Thaumaturgo, Rio Branco, Manuel Urbano, Assis Brasil e Tarauacá. Serão beneficiadas 194 famílias e o investimento será de R$ 1.252.082,26. Os recursos serão gastos com material de uso para recolhimento e armazenamento do látex, capacitações para produção de FDL e gestão de negócios.

Na área temática Recuperação de Áreas Alteradas que tem como objetivo incentivar a recuperação dessas áreas através da utilização de tecnologias agroflorestais e de silvicultura, foram aprovados 13 projetos produtivos ligados à cadeia produtiva do amendoim e a implantação de sistemas agroflorestais – Saf (técnica alternativa de uso da terra, tenta proporcionar um rendimento sustentável ao longo do tempo, introduzindo espécies anuais nos primeiros anos, seguidas de frutíferas semi-perenes e perenes e por fim as madeiráveis os quais, podem ainda, ser consorciadas com animais em uma mesma área).

Serão beneficiadas 200 famílias na recuperação de 331 hectares de áreas alteradas para serem inseridas novamente no processo produtivo. O investimento será de R$ 467.948,30 nos municípios de Senador Guiomard, Acrelândia, Capixaba, Plácido de Castro e Cruzeiro do Sul. Os recursos irão custear serviço de assistência técnica, sementes de leguminosas e mudas florestais e frutíferas, roçadeiras e horas de máquina para destoca e mecanização. (Fonte: Terezinha Moreira/ Página 20/AC)

Fonte: http://noticias.ambientebrasil.com.br/clipping/2008/07/22/39574-acre-investe-na-producao-da-borracha.html