Pecuária

Ações da Extensão Rural elevam produtividade leiteira de famílias assistidas

24/11/2016

A atividade foi realizada em parceria com a Prefeitura de Fagundes Varela

Nesta quarta-feira (23/11), a Emater/RS-Ascar promoveu, em Fagundes Varela, uma oficina de formação e capacitação das Unidades de Referência dos municípios que compreendem o lote 18 da Chamada Pública do Leite na região. Participaram da atividade agricultores e técnicos de 12 municípios, somando mais de 30 pessoas.

“O objetivo da capacitação foi mostrar o trabalho que vem sendo realizado pela Emater/RS-Ascar em Fagundes Varela visando aumentar a renda das famílias produtoras de leite com o uso intensivo das áreas de pastagem para transformá-las em leite”, explica o engenheiro agrônomo na Emater/RS-Ascar Leandro Ebert.

Pela manhã, Ebert fez uma apresentação do Sistema de Produção de Leite com Base em Pastagens, conforme vem sendo trabalhado pela Extensão Rural na Chamada do Leite no município. O agrônomo abordou os princípios desse sistema, o dimensionamento, implantação e manejo das pastagens e do rebanho, buscando otimizar a produção leiteira nas propriedades, com redução de custos. Em 2015, as famílias que produzem leite em Fagundes Varela obtiveram um aumento médio de 3,8 mil litros, enquanto as 22 famílias assistidas na Chamada Pública do Leite alcançaram uma média de 9,3 mil litros de aumento em comparação com 2014, a partir das ações da Extensão Rural, trazendo consequente aumento de renda para essas famílias.

Após, os participantes visitaram a propriedade do produtor José Binda, onde está instalada uma Unidade Demonstrativa de Forrageiras. No local, eles puderam conhecer e avaliar parcelas com 13 forrageiras de (anuais e perenes) que podem ser utilizadas na região.

À tarde, o grupo visitou duas propriedades em que o sistema vem sendo aplicado. Na de José Taglian foram implantadas, no ano passado, pastagens perenes de capim Áries, Florakirk e Tífton 85, e no inverno foi sobressemeado trevo consorciado à aveia e azevém, buscando aproveitar as áreas disponíveis e maximizar o uso da terra. Ebert apresentou os dados produtivos e econômicos da propriedade. Em 2014, quando iniciou o trabalho, a família produzia cerca de 14 mil litros de leite por hectare ao ano, em 2015 já aumentou para 17 mil e este ano já ultrapassou os 15 mil litros até o mês de outubro, sendo que a expectativa é fechar acima de 19 mil litros de leite por hectare, somando as produções de novembro e dezembro. Em seguida, foi visitada a propriedade de Ari Sechin, onde se obteve um aumento de produção de 67% em 2015, em comparação com 2014, com as práticas orientadas pelos extensionistas.

A atividade foi realizada em parceria com a Prefeitura de Fagundes Varela, contando com a presença da secretária de Agropecuária, Leônia Rigo, do coordenador regional da SDR, Moacir Mazzarollo, do assistente técnico regional em criações da Emater/RS-Ascar, João Carlos Santos da Luz, e dos supervisores microrregionais Edson Bonato e Flávio Breda.

Fonte: Emater – RS