Pecuária

ABCZ endossa ações para o trabalho colaborativo e defende o Seguro Rural

01/10/13
“A meta da nova diretoria da Associação é intensificar as ações direcionadas para o aumento da produtividade e competitividade da pecuária comercial de corte e leite”, assim sintetizou Luiz Claudio de Souza Paranhos Ferreira, presidente da ABCZ – Associação Brasileira dos Criadores de Zebu, ao destacar seu plano de trabalho colaborativo focado na união das associações de raças e ampliação de entendimentos com a indústria.

O novo presidente da ABCZ compartilha uma visão otimista sobre a pecuária brasileira e a colaboração que o produtor pode dispor junto com os novos planos da entidade. “Podemos viver uma revolução em termos de melhoria da produtividade, num setor de importância econômica e estratégica em franco crescimento, como é o caso da pecuária profissional”, destacou.

“A ideia de trabalho da nova diretoria é o de alavancarmos esse alinhamento de entendimentos com a integração com outras entidades de classe. É nos organizarmos para uma conversa franca e objetiva com a indústria da carne, de alinharmos as capacidades de produtores e dos frigoríficos com regras claras, justas e com remuneração mais atrativa”, defendeu Paranhos.

O dirigente da entidade que participou como palestrante do Workshop BeefPoint Associações de Pecuaristas, realizado em 26 de setembro (quinta-feira) em São Paulo (SP), disse na oportunidade, que o potencial da produção de carne brasileira é gigantesco e por isso mesmo é motivo para uma melhor organização da cadeia.

“Só vamos conseguir vencer os desafios do setor se tivermos mais força de representatividade, por que não podemos mais agir isoladamente ou apenas regionalmente, ”, considerou. E completou, “a postura com a indústria é deixar a porta sempre aberta para o diálogo. Não é por que existe em algumas regiões a concentração da indústria ou há gargalos em relação a alinhamento de preços que não vamos estimular um entendimento, muito pelo contrário”, defendeu Paranhos.

Seguro Rural para a Pecuária – Outro tema de destaque no Workshop foi sobre a discussão recente em torno da validação do Seguro Rural para a pecuária. Conforme destacou Ronaldo da Cunha, diretor da ABCZ, já passou da hora dos pecuaristas contarem com uma nova ferramenta que possa assegurar o recebimento do seu produto entregue a indústria, no caso a carne bovina.

“Temos que nos preocupar com a genética, com o aumento de produtividade e se preocupar com a liquidez também, portanto, vamos buscar inspiração na pecuária norte-americana que possui formatos de apólices neste sentido de garantir a liquidez do outro lado do balcão para o produtor”, endossou.

Conforme Cunha, a proposta é que nesse seguro rural haja o comprometimento compartilhado da indústria em conjunto com o produtor, cuja apólice formalize 100% de garantia de pagamento pela carne bovina entregue.

“Este seguro rural para a pecuária é interessante tanto para o produtor como para a indústria. A ideia não é nem minimizar o problema do não recebimento, mas definitivamente erradicar esse problema da falta de pagamento. A ABCZ entende que isso vai fortalecer muito a indústria que vai poder atender a um maior número de produtores que também estarão mais motivados e protegidos na entrega de seu produto”, concluiu.

 

Fonte: Agrolink