Milho

Milho: Preços voltam a reagir no Brasil

Publicado em 06/07/2015

As cotações do milho nos Estados Unidos tiveram altas, de certa forma, surpreendentes nos últimos dias. O impulso foi dado pelas preocupações quanto à oferta norte-americana em um ambiente de demanda aquecida. As exportações daquele país seguem bem, a área cultivada teve pequena redução e as condições climáticas não têm sido favoráveis ao cultivo e desenvolvimento das lavouras.

Com isso, os preços na Bolsa de Chicago (CME Group) tiveram forte elevação, favorecendo aumentos também no Brasil, à medida que eleva a paridade de exportação. Em resposta, vendedores brasileiros limitaram as vendas e têm priorizado os contratos antecipados para exportação, motivando reação de preços na maior parte das regiões nacionais. O avanço da boa colheita da segunda safra, no entanto, limita os reajustes no mercado físico, que têm sido bem menores que os externos. De qualquer forma, há sinalização de uma possível inversão de tendência.

Fonte: Cepea