Sanitário

Doenças mais comuns

Aproveite todas as oportunidades para observar os seus peixes e conhecer-lhes os hábitos. Uma observação regular ajudá-lo-á a perceber se tem peixes doentes e se o aquário precisa de assistência. Comece por verificar se todos os peixes estão presentes. Todavia, não se alarme se não os vir a todos na primeira contagem. Os mais tímidos conseguem esconder-se muito bem. Veja se há evidências de agressão, tal como barbatanas mordidas. Alguns peixes procedem desse modo, por solidão, se não tiverem companheiros da mesma espécie.

Nesta tabela apresenta as doenças mais comuns nos peixes tropicais:


Sintomas Diagnóstico Causas Tratamento
Pontos brancos nas barbatanas e no corpo; falta de apetite, oscilação, estremecimentos. Doença dos pontos brancos (Íctio). Parasita Ichthyophthirius multifiliis. Medicamentos apropriados( o ContraIct da Tetra*, por exemplo).
O peixe engorda, parece que vai “rebentar”; escamas eriçadas. Hidropisia. Infecção por bactérias ou alterações metabólicas, causadas por alimentação incorrecta ou excessiva. Difícil. Isolar os animais atacados. Elevar o teor de oxigénio e a temperatura. Dar medicamentos.
Tufos bolorentos que fazem lembrar algodão. Lesão da pele, como consequência de ataque de fungos. Lesão da pele, seguida por   decomposição da mesma. Medicamentos apropriados(o FungiStop da Tetra*). Elevar o teor de oxigénio.
Peixe descolorido, respiração ofegante à superfície, movimentos descontrolados. Envenenamento por produtos químicos. Água não apropriada. Envenenamento por detergentes. Mudança de água(4/5). Eliminar as causas e observar os peixes.
Ataque repentino de pontos de aspecto arenoso, bem visíveis de frente. Os pontos são mais amarelados do que brancos. Oodiniose. Parasita Oodinium pillularis. Medicamentos apropriados (GeneralTonic* para uma cura global e ContraIct* para casos graves).
Falta de apetite, alterações de cor, fezes viscosas; buracos na zona da cabeça. Doença dos buracos. Ataque de Hexamit, introduzido por portador. Elevar o teor de oxigénio. Utilizar medicamentos.
Respiração ofegante, áreas nuas na cabeça, movimentos bruscos da boca; parasitas incolores nas guelras. Doença das guelras. Parasita das guelras introduzido no aquário. Elevar o teor de oxigénio. Medicamentos apropriados.
Olhos salientes (exoftalmia). Infecções bacterianas. Ectoparasitas. Medicamentos apropriados (GeneralTonic da Tetra*).
As barbatanas apresentam-se esfarripadas e acabam por murchar, perdendo a cor. Barbatanas esfarripadas. Lesões durante o transporte, causando alterações no metabolismo. Elevar teor de oxigénio. Mudar 1/3 da água. Utilizar medicamentos apropriados (GeneralTonic da Tetra*).
Descoloração de uma parte do corpo. Doença dos Néons. Agente Plistophora. Muito difícil, tratar com medicamentos. É raro haver êxito.
Camada branca bastante espessa na boca dos peixes, geralmente localizada perto de uma ferida. Putrefacção da boca. Boca com aftas provocada por bactérias. Medicamentos apropriados (FungiStop da Tetra*).

* Veja sempre as indicações do fabricante quanto às dosagens.

Autora: Luísa Soares

Fonte: http://webspace.webring.com/people/wl/lugui/doencas.htm