Suinos

3ª SNDS visa elevar o consumo e mostrar as qualidades da carne suína

30/09/2015

Em torno de 150 lideranças da suinocultura brasileira lotaram, na manhã de ontem (29), o salão do Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo, para o lançamento da 3ª Semana Nacional da Carne Suína (SNDS). O presidente da Associação de Criadores de Suínos do Rio Grande do Sul – ACSURS, Valdecir Luis Folador, e o diretor executivo da entidade, Fernando Gimenez, representaram os suinocultores gaúchos neste evento. A Semana Nacional é a maior ação de promoção da proteína e ocorre através de parceria entre o Grupo Pão de Açúcar (GPA), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), entidade a qual a ACSURS é filiada. Tem como objetivo elevar o consumo da carne suína e mostrar suas qualidades.

O presidente da ACSURS destaca que, em sua terceira edição, a Semana Nacional da Carne Suína é um projeto já consolidado. “Desde a primeira edição da SNDS foram alcançadas as metas traçadas e, com certeza, em 2015 a ação deve repetir o sucesso dos anos anteriores. Não apenas a ABCS, mas o Sebrae e o GPA, grandes parceiros da ação, demonstram que estão satisfeitos com os resultados”, comenta Folador.

A abertura do evento de lançamento da 3ª SNDS aconteceu com o pronunciamento do presidente da ABCS, Marcelo Lopes, que falou sobre a história recente do engajamento de diferentes elos da cadeia produtiva para levar a carne suína a um lugar de destaque na preferência do consumidor brasileiro. “Há poucos anos, quem imaginaria uma campanha de promoção da carne suína na maior rede de varejo do país? É a união do setor e a confiança no trabalho da ABCS que permitiu isso”, resumiu. Lopes também ressaltou a importância do comprometimento dos empreendedores da suinocultura brasileira com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (FNDS). “Lançamos o FNDS para financiar as ações em favor da carne suína e de todo setor. Temos o apoio de produtores de 400 mil matrizes e o País tem 1,6 milhão de matrizes. A partir de agora, podemos avançar apenas com o apoio dos grandes”, declarou.

A 3ª Semana Nacional da Carne Suína se estende até o dia 14 de outubro em todas as lojas Extra e Pão de Açúcar do País e utiliza o conceito “Escolha + Carne Suína”. A comunicação nas lojas está completa para levar mais informação de qualidade aos clientes das redes. Por meio de cartazes, testeiras, woblers, folhetos, folders de receitas, esta edição avança para esclarecer e informar o cliente sobre os benefícios da carne suína, atraindo o consumidor direto para a proteína. O site do Extra Delivery terá espaço especial para a carne suína, já que no ano passado houve aumento de 49% nas compras online no período da campanha. Chamadas na rádio interna com inserções institucionais e de dinâmicas comerciais serão outro meio de divulgação das ações nas duas redes, alimentando o cliente com informação sobre a carne suína, bem como suas qualidades e custo-benefício. O objetivo é repetir o sucesso alcançado nas duas primeiras edições da Semana, reforçando a imagem e reputação construída, engajando e envolvendo os clientes de modo a gerar fluxo para as lojas e volume de venda.

A projeção feita por Lopes é de que o consumo doméstico de carne suína vá de 15 quilos para 18 quilos por pessoa ao ano nos próximos três anos. O presidente da ACSURS frisa que esta ampliação do consumo da proteína no mercado interno é importante para a cadeia, já que 85% da carne suína produzida é consumida por este público. “A carne suína vem ocupando seu espaço diante das outras proteínas também na alimentação do dia a dia. As pessoas estão aprendendo que a carne suína é tão ou mais saudável e saborosa se comparada às demais carnes e essas informações são levadas ao consumidor através de ações como a Semana Nacional, realizadas pela ABCS e apoiadas por suas filiadas nos Estados brasileiros, como a ACSURS”, avalia. “As campanhas de incentivo ao consumo da carne suína são o trabalho feito da ‘porteira para fora’ e vão além, mostrando o produto final do trabalho que é iniciado dentro das granjas pelos suinocultores”, finaliza Folador.

Fonte: Agrolink